Tubos de abastecimento de água

Tudo sobre o funcionamento de um sistema de abastecimento de água

Nem toda água doce encontrada na natureza é apropriada para consumo. Para que ela seja considerada como potável é preciso que atenda algumas exigências que atestem a sua segurança para a saúde humana. Por isso, existe a necessidade de que o abastecimento de água seja feito por meio de um sistema adequado para sua distribuição.

Este sistema tem o objetivo de captar, tratar, reservar e distribuir a água em uma determinada região, garantindo que todas as pessoas tenham acesso a esse recurso. Mas para que seja eficaz ele precisa ser muito bem projetado para atender com eficiência à demanda sem falhas no processo.

Quando você abre a torneira da sua casa já parou para pensar na estrutura que está por trás desse simples ato? Preparamos este artigo para explicar como funciona o sistema de abastecimento de água para que você entenda a complexidade de fazer com que a água chegue com qualidade e constância até a população. Continue lendo!

 

Como funciona um sistema de abastecimento de água

Antes de falarmos como um sistema de abastecimento de água funciona, é importante que você conheça o conceito. ele pode ser pode ser entendido como um conjunto de infraestruturas, equipamentos e serviços que tem por objetivo distribuir água potável para o consumo humano, bem como para o consumo industrial, comercial, dentre outros usos.

Para que um sistema de abastecimento possa funcionar adequadamente, o primeiro passo é realizar um estudo da localidade considerando diversos fatores. Afinal, é preciso que esse sistema atenda à população por vários anos mantendo a sua qualidade.

Sendo assim, antes de dar início ao processo de construção primeiro é preciso algumas definições, como:

  • Qual população será atendida;
  • As necessidades daquele local;
  • A taxa de crescimento da cidade;
  • Entre outros fatores.

Além disso, é necessário escolher um manancial, ou seja, a fonte de onde a água será retirada.

Após esta etapa, é necessário avaliar outros fatores, como a topografia da região, a localização, a vazão de água e a possível presença de focos de contaminação. Com base no manancial escolhido é definido como será feita a captação dessa água. Isso porque um manancial pode ser superficial ou subterrâneo.

No primeiro caso a retirada é feita de lagos, rios ou represas, sendo transportada por meio de bombeamento ou da força da gravidade. Mas quando o manancial é subterrâneo a água provém de poços artesianos que são cavados por cerca de 50 a 100 m para atingir os lençóis. Então, a água é trazida à superfície por meio de motobombas.

 

Tratamento e distribuição da água

Como já falamos por aqui, nem toda água é própria para o consumo, por isso, é necessário que ela passe por um tratamento para ser considerada potável. Portanto, depois de captada no manancial ela segue para as estações de tratamento, por onde passa por algumas fases, normalmente 9, antes de ser distribuída para a população.

Essas fases são:

  • Oxidação;
  • Coagulação;
  • Floculação;
  • Decantação;
  • Flotação com ar dissolvido;
  • Filtração;
  • Desinfecção;
  • Correção de pH;
  • Fluoretação.

Quando o tratamento é finalizado a água é enviada para reservatórios, que podem ser subterrâneos, elevados ou apoiados. O intuito é atender emergências e manter a regularidade do abastecimento desse ponto até o final da rede de distribuição.

Lembrando que é necessário um licenciamento ambiental em todas as fases da obra.

 

Impactos do sistema de abastecimento de água para a população

Os impactos de um sistema de abastecimento de água vão muito além da garantia de prover uma água de qualidade para as residências, comércios e indústrias. Confira abaixo quais são no âmbito sanitário, social e econômico.

Aspectos sanitário e social:

  • Controlar e prevenir doenças;
  • Implantar hábitos higiênicos na população;
  • Facilitar a limpeza pública;
  • Facilitar as práticas desportivas;
  • Propiciar conforto, bem-estar e segurança;
  • Aumentar a expectativa de vida da população.

Aspectos econômicos:

  • Aumentar a vida média pela redução da mortalidade;
  • Aumentar a vida produtiva do indivíduo, por meio do aumento da vida média ou pela redução do tempo perdido com doença;
  • Facilitar a instalação de indústrias;
  • Facilitar a proteção dos mananciais;
  • Facilitar a supervisão do sistema;
  • Facilitar o controle da qualidade da água;
  • Facilitar a economia de escala.

A CGM é uma empresa especialista em obras de sistemas de abastecimento de água, possuindo uma vasta experiência na área.

Entre em contato para conhecer os projetos que já realizamos neste segmento e como podemos ajudar você!

CGM Engenharia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.