Loteamento com casas

Loteamento: conheça todas as etapas do processo de aprovação

O que é preciso fazer para projetar e executar um loteamento? O primeiro passo é ter calma, tendo em vista que é um processo burocrático, além de exigir algum conhecimento no que diz estar de acordo com as leis.

Com isso em mente, preparamos este manual com tudo o que você precisa saber antes de iniciar seu projeto, quais leis precisam ser consultadas e como regularizar. Boa leitura!

 

O que é um loteamento, afinal?

É o processo onde um terreno é dividido em lotes. Dentro do contexto, promover um loteamento significa abrir vias de circulação dentro da área de terra.

Além disso, para que o loteamento aconteça, a lei exige a implantação da infraestrutura mínima conforme as diretrizes da legislação federal, estadual e municipal.

Sim, não é uma tarefa simples e fácil, por isso é importante seguir o passo a passo para fazer um loteamento e ter o apoio de uma equipe especializada.

É imprescindível ainda para que tudo dê certo a averiguação da regularidade do terreno, assim como as condições legais para que a licença e o registro da área junto ao cartório de imóveis aconteçam.

Tipos de loteamento

Existem 3 tipos de loteamos, conforme você pode ver a seguir:

  • Loteamento Residencial: O projeto de loteamento residencial é destinado para moradias, ou seja, para a construção de casas ou apartamentos próprios e residenciais;
  • Loteamento Comercial: O loteamento comercial é voltado especificamente para compra de lotes que, além das residências, também envolvem o comércio;
  • Loteamento Industrial: É um loteamento voltado para a compra de lotes destinados para as indústrias, não permitindo moradias.

Tanto no loteamento comercial quanto no industrial, é importante analisar o impacto a ser causado na vizinhança e também no meio ambiente, por isso é essencial escolher uma empresa de qualidade para ser responsável por cada empreendimento.

A seguir, você encontra mais informações sobre o passo a passo para o projeto e aprovação de um loteamento residencial ou urbano.

 

O projeto do seu loteamento residencial

Diversos itens básicos devem constar no projeto principal do loteamento residencial. Dentre eles se destacam, o urbanístico, paisagismo, pavimentação, sinalização, arborização, terraplenagem e redes de drenagem das águas pluviais, de esgoto, além de rede elétrica.

Estes projetos devem, portanto, serem aprovados por órgãos responsáveis como a prefeitura municipal. Vale lembrar que a incorporadora é responsável por entregar a construção com as redes elétricas, de água, de esgoto e de telefonia devidamente prontas para uso.

O projeto de loteamento urbano começa com a procura de um terreno propício para a obra, que geralmente precisam atender a alguns requisitos, como por exemplo, o tamanho do lote e o acesso facilitado aos grandes centros urbanos.

 

Passo a passo para aprovação de um projeto de loteamento

Para que você entenda com maior clareza, separamos este passo a passo em duas etapas: o que fazer antes da obra e durante a obra do seu loteamento.

Vamos a eles?

O que se preocupar antes de iniciar a obra o seu loteamento

Em primeiro lugar, antes de dar início às obras, seu projeto de loteamento precisa de uma licença ambiental, aprovação na prefeitura e o levantamento topográfico do terreno, além do estudo do solo. Para conseguir o licenciamento, é necessário atender a três etapas.

Licença prévia (estudos de ocupação da área), licença de instalação (apresentação do projeto de infraestrutura e do projeto de urbanismo aprovados pelos órgãos devidos) e ocupação, assim que for certificado que a obra ocorrerá conforme estabelecido e quais são as etapas necessárias para conseguir o licenciamento ambiental.

Os demais estudos envolvem a identificação do tipo de solo, a existência de rochas no local e a profundidade do lençol freático. E por fim, é necessário consultar a legislação federal e também a de seu município para entender melhor o que deve fazer para não descumprir o que está previsto na lei.

A partir destas outras informações, o projeto começa a tomar forma, pois há a identificação das áreas ocupáveis, áreas verdes, áreas de preservação ambiental, lotes, portarias, área de lazer e vias de acesso.

Etapa de obra do loteamento

Após toda a parte burocrática do projeto de loteamento urbano ser aprovada, a incorporadora dará início às fases de construção.

Confira a lista com 6 etapas fundamentais neste processo, que pode demorar cerca de 2 anos para ser concluído.

Etapa 1 – Abertura de rua

Nessa fase, é realizada a retirada de entulhos e de árvores e é feita a limpeza do local. Logo em seguida, as delimitações das ruas são demarcadas e elas podem ser abertas.

Etapa 2  – Obras realizadas embaixo da terra ou enterrados

Aqui, são executadas as redes de esgoto, água potável e de drenagem de água da chuva.

Etapa 3 – Terraplanagem

A terraplanagem acontece quando se coloca ou retira porção de terras para deixar um terreno plano. No caso dos loteamentos, esta técnica irá nivelar as ruas para receber o asfalto.

Etapa 4 – Guias e sarjetas

Nesta fase, há a construção de guias e sarjetas, itens essenciais para uma região, já que podem evitar acidentes e até mesmo problemas ambientais. Uma guia é a mesma coisa que um meio fio, ou seja, o que separa a calçada da rua, já a sarjeta é por onde corre a água das chuvas que beiram as guias até as bocas de lobo.

Etapa 5 – Implantação da rede elétrica

Aqui, os postes de rede elétrica e iluminação são erguidos.

Etapa 6 – Asfalto

Na 6ª e última fase da obra é que acontece a distribuição do asfalto pelas ruas, abertas lá na primeira etapa. E assim que esta parte for concluída, é realizada a sinalização viária, que tem como objetivo organizar as vias para garantir a segurança dos usuários, seus deveres e direitos.

Para que você possa ter uma obra sem dores de cabeça, contrate uma empresa especializada como a CGM Engenharia. Entre em contato e veja como podemos te ajudar!

CGM Engenharia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.